música

Direção Descendente

1-10 de 51

Página
  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
  1. AMY WINEHOUSE: BIOGRAFIA - Chas Newkey-Burden
    R$19,90
    6x de R$3,32

    Do anonimato à fama caótica
    Em comemoração ao aniversário de uma das artistas mais contundentes e polêmicas da atualidade, a Editora Globo e o canal Multishow de televisão lançam o livro Amy Winehouse: biografia
    A cantora e compositora inglesa é uma das poucas unanimidades de público e crítica na história da música. Dia 14 de setembro de 2008, ela completará apenas 25 anos. Apesar da pouca idade, já produziu dois álbuns extremamente sofisticados  Frank e Back to Black. No primeiro, lançado em 2003, a predominância da sonoridade jazzística faz jus ao título em homenagem a Frank Sinatra. Já no segundo, de 2007, o jazz mistura-se ao soul e recebe vários prêmios, entre eles cinco categorias do Grammy. Além de ter fascinado os intelectuais da mídia especializada com seu estilo clássico, Amy vendeu milhões de discos no mundo inteiro e conquistou uma legião de fãs.
    Apesar da voz impressionante e da musicalidade de altíssimo nível, a qualidade artística da cantora inglesa vem sendo ofuscada por problemas pessoais. Em 2007, escândalos, drogas, depressão e bulimia começaram a prejudicar sua performance nos palcos e despertaram o interesse dos tablóides. Depois de Britney Spears, Paris Hilton e Kate Moss, Amy Winehouse é a nova obsessão da imprensa. Um escândalo por dia, magreza, overdose. E quase esquecem da música de Amy Winehouse, uma arte que nunca foi menos do que fantástica.
    A biografia escrita pelo jornalista britânico Chas Newkey-Burden nos conta não só dos "pé na jaca" da cantora, mas também da época de anonimato, das influências e das escolas artísticas que a formaram.

    Ed. Globo - 208 pág. - brochura

    Detalhes
  2. MARACATU - Toni Brandão
    R$25,00
    6x de R$4,17

    As nações de maracatu, ainda hoje, são uma das mais tradicionais festas populares que ocorre principalmente em Pernambuco, mas também em outros estados do nordeste, como o Ceará. As festas ocorrem especialmente durante o Carnaval. Acredita-se que os primeiros grupos de maracatu tenham surgido no Brasil com a chegada dos primeiros escravos trazidos da África. Para manter os negros na senzala sob controle, os colonizadores portugueses instituíram reis e rainhas para serem os responsáveis pelos demais. Eles eram coroados em cerimônias festivas embaladas pelos instrumentos de percussão. Esses reis e rainhas eram protegidos pelas irmandades de Nossa Senhora do Rosário e de São Benedito, tidos como os primeiros santos protetores dos negros no Brasil. Com o fim da escravidão, a coroação dos reis deixou de existir. Ocorreram muitas mudanças ao longo desses séculos, mas a festa popular - com suas variações - continua a existir até os dias de hoje.

    Ed. Nobel - 19 pág. - brochura

    Detalhes
  3. ELAS TAMBÉM TOCAM JAZZ - Luiz Orlando Carneiro
    R$29,90
    6x de R$4,98

    Mulher no jazz é cantora, ao menos para o grande público. As mulheres que também se destacaram como instrumentistas, compositoras e arranjadoras preferiram o piano. Havia um preconceito generalizado contra as mulheres nos sopros. A primeira mulher músico em conjunto de jazz foi Lil Hardin na década de 20. Hoje elas se infiltraram no clube fechado do jazz. É a história dessa "ocupação" que este livro nos conta.

    "Um livro conciso e muito bem pesquisado, obra de consulta obrigatória para os aficcionados."
    Jornal do Brasil

    Ed. Zahar - 160 pág. - brochura

    Detalhes
  4. LADY GAGA - A revolução do Pop - Emily Herbert
    R$29,90
    6x de R$4,98

    'Lady Gaga - A revolução do pop' registra o aparecimento de uma cantora e o lançamento de seu primeiro álbum. O livro incursiona pela vida de Lady Gaga desde seu nascimento em uma família de pais ítalo-americanos católicos e conta que a disciplina e a organização do pensamento começariam a ser moldadas pela música de Bach, que ela tocava ao piano. Seu look, mostra a obra, não é uma forma de se apresentar ou de representar uma personagem.

    Ed. Globo - 240 pág. - brochura

    Detalhes
  5. GRÃO PERFUMADO - Mário de Andrade e a arte do inacabado - Paulo Sérgio Malheiros dos Santos
    R$35,00
    6x de R$5,83

    O ensaio promove uma leitura da produção de Mário de Andrade. Partindo de textos ligados à sua atividade de professor de Música e Estética, o livro revela para o leitor um material sobre as aulas que preparava para os cursos de Música e um discurso de formatura.

    Ed. PUC Minas - 280 pág. - brochura

    Detalhes
  6. NUNCA É O BASTANTE - A história do The Cure - Jeff Apter

    De: R$44,90

    Preço Promocional R$39,50

    6x de R$6,58

    A história do The Cure começa como a de tantas outras bandas de rock ao redor do planeta. Um grupo de amigos entediados, numa pacata cidade, com uma ideia na cabeça: liberar o tédio e a frustração adolescentes através de música melancólica com guitarras. Um enredo bastante comum. Mas o aspecto prosaico dessa história acaba por aí. Tudo que veio depois foi grandioso, turbulento e causou um impacto profundo (e tristonho) na música contemporânea.

    Da suburbana Crawley (em Sussex, Inglaterra) para o mundo: os (originalmente) três rapazes imaginários estabeleceram uma carreira duradoura e influente, que mesclou – talvez como nenhuma outra – essa capacidade improvável de alternar entre músicas longas, densas e soturnas com hits radiofônicos de primeira grandeza. Afinal, a mesma banda que criou “The Same Deep Water As You” também compôs “Friday I’m In Love”. Do fundo do poço ao topo das paradas. Quantas bandas conseguiram equilibrar esses extremos nas suas carreiras?

    A biografia escrita por Jeff Apter, ex-editor da Rolling Stone Austrália, vasculha os principais acontecimentos da trajetória desses sobreviventes do pós-punk. Disco por disco, polêmica por polêmica, um relato abrangente e detalhado, que revela curiosidades das gravações, das turnês e também das vidas pessoais dos integrantes. Da inconsistência do primeiro álbum (Robert Smith apitou pouco nesse debut, e decidiu tomar as rédeas depois de se frustrar com o resultado) à trilogia maldita (formada pelos discos Seventeen SecondsFaith e Pornography), passando pelo sucesso mundial em meados dos anos oitenta, pela bem-sucedida parceria com o diretor Tim Pope (que rendeu clipes que passaram à exaustão na MTV) e por todos os aspectos positivos e negativos que vêm de brinde com a superexposição.

    Com Robert Smith conduzindo os rumos da banda de maneira firme, o Cure conquistou uma legião de fãs, vendeu milhões de discos e cravou seu nome na história do rock’n’roll. Pais do gótico? Tem um fundo de verdade, mas é um reducionismo desnecessário, afinal eles foram muito além disso. “The Lovecats”, “Close To Me” ou “Let’s Go To Bed” não me deixam mentir. E essa história não chegou ao fim: Smith e cia seguem cantando e encantando. Nunca é o bastante para o Cure.

    Ed. Ideal - 336 pág. - brochura

     

    Detalhes
  7. POKER FACE - A ascensão de Lady Gaga - Callahan, Maureen
    R$39,90
    6x de R$6,65

     Em pouco mais de um ano, Stefani Germanotta, mais conhecida como Lady Gaga,  se tornou celebridade no mundo todo. Cantora, compositora e designer, sua performance mistura cultura elitizada e comum, vanguarda com acessibilidade, autenticidade com artifício. Baseado em mais de 50 entrevistas com amigos, empregados, rivais e os veteranos da indústria da música, Poker Face é a primeira biografia profunda do fenômeno cultural extraordinário que é a Lady Gaga.

    Ed. Larousse - 240 pág. - brochura

     

    Detalhes
  8. ADELE - Newkey-Burden, Chas
    R$39,90
    6x de R$6,65

    A voz emocionante, os hits cativantes e a personalidade sensível de Adele já lhe renderam prêmios e grande popularidade. Ela quebrou um recorde de 21 anos quando seu segundo álbum, 21, permaneceu no primeiro lugar das paradas britânicas por 15 semanas consecutivas. Um sucesso enorme, Adele tem dominado as paradas em 18 países. Acompanhe a trajetória da menina que se apaixonou pela música aos quatro anos de idade – e que na adolescência escrevia as próprias canções – até a virada em sua carreira – quando, após divulgar canções demo em sua página do site MySpace, Adele fechou acordo para gravar um disco que rapidamente cativou nossos corações. Embora seja um sucesso mundial, a cantora continua sendo um ícone improvável. Sua aparência é incomum em um mundo de estereótipos “definidos” quando se trata de celebridades. Adele se sente muito apreensiva antes de subir ao palco e certa vez cancelou uma viagem importante para os Estados Unidos, porque se sentia triste demais para viajar. Este é um retrato completo e revelador de uma mulher verdadeiramente talentosa e inspiradora, sem segredos: a menina comum que conquistou o mundo.

    Ed. Leya - 212 pág. - brochura

    Detalhes
  9. COMO A MÚSICA FICOU GRÁTIS - Stephen Witt
    R$39,90
    6x de R$6,65

    Em Como a música ficou grátis, o jornalista Stephen Witt investiga a fundo a história secreta da pirataria de músicas na internet, partindo dos engenheiros alemães criadores do mp3, passando por uma fábrica de CDs na Carolina do Norte da qual um funcionário chamado Dell Glover vazou cerca de dois mil álbuns ao longo de uma década e também pelo centro de Manhattan, onde o executivo Doug Morris dominou o mercado mundial do rap, e depois se aprofundando pelos redutos mais obscuros da web até um site ilegal quatro vezes maior que a loja do iTunes.

    Seguindo a tradição de escritores como Michael Lewis, autor de Moneyball, Witt nos apresenta figuras inesquecíveis - inventores, executivos da indústria fonográfica, operários e ladrões - que transformaram toda uma forma de arte e revela o submundo dos piratas de mídias que revolucionaram o universo digital. Como a música ficou grátis não é apenas um livro sobre a indústria fonográfica - é uma leitura obrigatória sobre a construção da própria internet.

    Ed. Intrínseca - 272 pág - brochura

    Detalhes
  10. INGRID CAVEN - Jean-Jacques Schuhl
    R$43,00
    6x de R$7,17

    Um "romance biográfico" que narra de forma fragmentada e poética a vida da cantora Ingrid Caven, ex-mulher do cineasta alemão Fassbinder. Lugares que vão de Nova York a Saarbrücken (Alemanha), cidade natal de Ingrid, e personalidades como Yves Saint-Laurent, Jackie Onassis, Andy Warhol e até Garrincha - tudo se combina neste painel dos agitados anos 70.

    Detalhes

Direção Descendente

1-10 de 51

Página
  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
Loja Virtual UOL HOST