sociologia

Direção Descendente

1-10 de 42

Página
  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
  1. 10 BILHOES - Stephen Emmott
    R$19,90
    6x de R$3,32

    A Terra é o lar de milhões de espécies, mas apenas uma domina - nós. Em 2011, de acordo com a ONU, a população humana mundial ultrapassou sete bilhões, e recentes projeções preveem que até o fim deste século ela terá passado de dez bilhões. Stephen Emmott, consagrado cientista e professor da Universidade de Oxford, alerta para as terríveis consequências de uma população humana muito maior do que o mundo é capaz de sustentar e afirma - estamos vivendo uma emergência planetária sem precedentes. É tarde demais para salvar o planeta? Emmott acredita que sim. O autor avisa que chegamos a um ponto sem volta e que podemos ter comprometido de modo irreversível os recursos naturais e o clima do planeta.

    Ed. Intrínseca - 208 pág. - brochura

    Detalhes
  2. NOSOTROS IN USA - Literatura, etnografia e geografias de resistência - Sonia Torres
    R$29,90
    6x de R$4,98

    A presença da cultura e da língua hispânicas é cada vez mais marcante na vida política, econômica e cultural da sociedade americana. Como, porém, um país tradicionalmente associado à cultura branca, anglo-saxã e protestante e à língua inglesa lida com essa crescente 'hispanização'? Sonia Torres busca a resposta para essa questão, tão significativa em tempos de globalização, nas narrativas literárias da própria população hispânica residente nos EUA. Através desses relatos, que estão à margem do discurso hegemônico freqüentemente hispanofóbico, pode-se perceber como essa comunidade representa a si mesma e o espaço que ocupa, desenhando novas geografias de resistência. Suas histórias mostram como é possível delinear mapas que 'juntem', em vez de separar.

    Jorge Zahar Editor - 192 pág. - brochura

    Detalhes
  3. Criatividade, juventude e novos horizontes profissionais - Maria Isabel Mendes de Almeida e José Machado Pais (orgs.)
    R$34,90
    6x de R$5,82

    Maria Isabel Mendes de Almeida e José Machado Pais têm uma longa pesquisa direcionada ao universo jovem. Um com foco na juventude brasileira e o outro de olho no comportamento do português. Nessa coletânea de seis artigos da área de ciências sociais a dupla reúne textos de pesquisadores dos dois países e traça um panorama do início do século XXI. Os autores dos textos, a partir de pesquisas de campo, enfatizam a relação entre profissão e criatividade entre os jovens.

    Jorge Zahar Editor - 296 pág. - brochura

    Detalhes
  4. DO OCIDENTE À MODERNIDADE - José Maurício Domingues
    R$35,00
    6x de R$5,83

    Intelectuais e mudança social


    Neste livro, o sociólogo José Maurício Domingues reúne uma série de artigos publicados no Brasil e no exterior, nos últimos dez anos. São textos que falam do papel dos intelectuais, da origem dos problemas vividos no Rio de Janeiro, da política de Fernando Henrique Cardoso e dos programas sociais do governo Lula. O fio condutor do livro é, justamente, o intelectual, sua relação com a política e a mudança social. Em particular, destaca-se a tematização da modernidade, sobretudo na América Latina, suas especificidades, potencialidades e limites. 


    Ed. Civilização Brasileira - 256 pág. - brochura

    Detalhes
  5. NOVA SOCIEDADE BRASILEIRA - Bernardo Sorj
    R$36,00
    6x de R$6,00

    Excelente introdução à sociologia contemporânea do Brasil. O cientista social Bernardo Sorj (IFCS/UFRJ) analisa nesse livro os processos de transformação da estrutura social e institucional da sociedade brasileira – as seqüelas da inflação, o impacto das privatizações, o papel do consumo e do consumidor, as novas identidades coletivas –, para em seguida confrontá-los com os debates sobre o destino das sociedades modernas.

    Jorge Zahar Editor - 168 pág. - brochura

    Detalhes
  6. HUMANISMO E COMPROMISSO - Ensaios sobre Octavio Ianni - Faleiros, Maria Izabel L. e Crespo, Regina Aída (Organizador)
    R$37,00
    6x de R$6,17

    O trabalho do sociólogo Octávio Ianni é analisado com base em suas diversas contribuições no campo da política, da cultura e da sociologia. Dentre os colaboradores desta coletânea estão seus mestres Florestan Fernandes e Antonio Candido, além de pesquisadores do porte de Gabriel Cohn e Renato Ortiz.

    Ed. Unesp - 264 pág. - brochura

    Detalhes
  7. As garotas da fábrica - da aldeia à cidade numa China em transformação - Chang, Leslie T.
    R$39,90
    6x de R$6,65

    'As garotas da fábrica' procura demonstrar como o movimento da população rural para as grandes cidades tem alterado o rumo de trajetórias individuais, o destino de famílias inteiras, e transforma a sociedade chinesa. Leslie Chang retrata essa realidade por meio da trajetória de duas jovens que buscavam ascensão social nas linhas de montagem das fábricas de Dongguan, cidade industrial do sul do país. Faz uma exposição do universo dos migrantes - das gigantescas fábricas com cinema, hospital, e corpo de bombeiros próprios, aos bares de karaokê que funcionam como fachadas para a prostituição. Este livro apresenta como se desenvolvem as relações pessoais, profissionais e as estratégias de ascensão dos migrantes que incluem cursos de inglês com treinamentos militares e resultados duvidosos; a indústria da autoajuda e das aulas de aperfeiçoamento social; e a realidade dos vilarejos rurais, cuja pobreza e inatividade levam os mais jovens para longe de casa.

    Ed. Intrínseca - 376 pág. - brochura

    Detalhes
  8. A TOLICE DA INTELIGÊNCIA BRASILEIRA - Jessé Souza
    R$39,90
    6x de R$6,65

    Todos os dias indivíduos normalmente inteligentes e classes sociais inteiras são feitos de tolos para que a reprodução de privilégios injustos seja eternizada entre nós. Para enxergar com clareza nosso real lugar no mundo, é fundamental compreender como nossa elite intelectual submissa à elite do dinheiro construiu uma imagem distorcida do Brasil de modo a disfarçar todo tipo de privilégio injusto. Os poucos que hoje controlam tudo precisam desse “exército de intelectuais” do mesmo modo como os coronéis do passado precisavam de seu pequeno exército de cangaceiros. Com uma abordagem teórica e histórica inédita, este livro oferece um caminho para devolver ao brasileiro a possibilidade de compreender as reais contradições de sua sociedade.
    Nos bolsos do 1% mais rico da população brasileira, está o resultado do trabalho dos 99% restantes. E assim é há muito tempo, diante do olhar passivo de toda a população. Se a maioria subjugada raramente levanta a voz contra esse estado de coisas, é porque a violência física que antes permitia uma desigualdade tão grande e uma concentração de renda tão grotesca foi substituída, no Brasil formalmente democrático de hoje, por uma espécie de “violência simbólica”, que se disfarça em convencimento pelo melhor argumento. Ao dominarem todas as estruturas do poder, da informação e da inteligência, os privilegiados monopolizam os recursos que deveriam ser de todos e abrem caminho para a exploração do trabalho da imensa maioria sob a forma de taxa de lucro, juros, renda da terra ou aluguel.
    Tamanha violência simbólica só é possível pelo sequestro da inteligência brasileira em prol desse 1% mais rico, que passa a monopolizar os bens e recursos escassos, sejam materiais ou ideais. Em vez de apontar para as causas reais da concentração da riqueza social e para a exclusão da maioria, essas concepções de intelectuais servis ao poder nos levam a acreditar que nossos problemas advêm da “corrupção apenas do Estado”, levando a uma falsa oposição entre o Estado demonizado, tido como ineficiente e corrupto, e um mercado visto como reino de todas as virtudes. Como as falsas contradições estão sempre no lugar de contradições reais, este livro é um apelo à inteligência viva dos brasileiros de modo a desvelar os mecanismos simbólicos que possibilitam a reprodução de uma das sociedades mais desiguais e perversas do planeta.

    Casa da Palavra - 256 pág. - brochura

    Detalhes
  9. A SOLIDÃO DOS MORIBUNDOS - Norbert Elias
    R$39,90
    6x de R$6,65

    A morte é um tabu enraizado nas sociedades ocidentais avançadas, e lidar com ela — e com os moribundos — representa dificuldades extremas para muitas pessoas. Esse contundente ensaio de Norbert Elias analisa a morte e o ato de morrer e, mais importante, a reação dos vivos diante dessa realidade. Evitando o jargão filosófico, o autor aponta a grande contradição de nossa época: a morte tornou-se mais asséptica, mas a solidão dos moribundos aumentou. Os vivos não conseguem demonstrar-lhes afeto justamente quando se faz mais necessário. Ao buscar entender o sentido da morte — e o sentimento que ela provoca —, Norbert Elias enriquece a discussão dos processos civilizadores e das bases de nossa sociedade.O livro traz ainda a conferência “Envelhecer e morrer”, que aprofunda e enfatiza a constatação essencial de Elias de que “a morte é um problema dos vivos”.

    Ed. Zahar - 112 pág. - brochura - formato 12 x 18 cm

    Detalhes
  10. Alternativas sistêmicas: Bem Viver, decrescimento, comuns, ecofeminismo, direitos da Mãe Terra e desglobalização
    R$40,00
    6x de R$6,67
    O enfraquecimento da crítica sistêmica da esquerda é hoje uma das principais fragilidades da luta contra o avanço do conservadorismo, do autoritarismo, do racismo, da xenofobia, da intolerância e do neofascismo. Valorizar horizontes utópicos de outras formas sociais não é irrealismo ou expressão de impotência política: é resgatar bússolas indispensáveis para direcionar e estimular lutas antigas e novas. No Brasil de Bolsonaro, o debate sobre Bem Viver, decrescimento, comuns, ecofeminismo, direitos da Mãe Terra e desglobalização, proposto neste livro, oferece oxigênio para uma esquerda que precisa se revigorar, e, principalmente, se reinventar Detalhes

Direção Descendente

1-10 de 42

Página
  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
Loja Virtual UOL HOST